terça-feira, 16 de novembro de 2010

Por quê? (216) Preciso me animar


Cláudio Amaral

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa se animar?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa renovar suas forças?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa erguer seu moral?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa descobrir novos caminhos?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa encontrar um novo trabalho?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa encontrar um novo emprego (se é que é isso que você está a precisar)?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa mudar de casa e ou a rua e ou do bairro em que mora?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa trocar de carro?

O que você faz, caro e-leitor, quando está sem dinheiro?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa de novos amigos?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa renovar os seus amigos?

O que você faz, caro e-leitor, quando não consegue sequer olhar para os seus livros?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa renovar o seu prazer pela leitura de jornais e ou revistas?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa deixar de se prostar diante da televisão?

O que você faz, caro e-leitor, quando percebe que está deixando se levar pela emoção excessiva do futebol (ou de outros esportes)?

O que você faz, caro e-leitor, quando está se sensibilizando excessivamente com as emoções de outras pessoas?

O que você faz, caro e-leitor, quando percebe que está perdendo o controle das emoções com outras pessoas?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa recuperar imediatamente o seu eixo (como fez Suplicy certa vez)?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa de ajuda de alguém bem próximo?

O que você faz, caro e-leitor, quando percebe que uma – e apenas uma – pessoa pode te ajudar?

O que você faz, caro e-leitor, quando precisa parar e pensar seriamente em si mesmo, e só em si mesmo?

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que, caro e-leitor?

(*) Cláudio Amaral clamaral@uol.com.br é jornalista desde 1º de maio de 1968.

16/11/2010 17:36:27

Nenhum comentário: