quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Por quê? (314) Salve, 2013.



Cláudio Amaral

O ano que está a acabar foi muito bom. Bom demais. Mas, sinceramente, espero que o Ano-Novo seja ainda melhor. Muito melhor.

O ano de 2012 foi muito bom porque me permitiu visitar novamente a parte da família que vive nos EUA: a Filha Cláudia, o Genro Márcio Gouvêa e os netinhos Beatriz e Murilo.

Fomos eu e minha Sueli Bravos do Amaral e lá ficamos por inesquecíveis 141 dias, ou seja, quase 5 meses.

Naquele período vi todos os jogos do meu TIMÃO, o bão. Às vezes em vídeo-tape, porque a Globo Internacional tem critérios que eu não consigo entender e sempre deu preferências a times de categoria inferior e duvidosa, como os mineiros, sul-rio-grandenses e, em especial, os cariocas. Raramente os paulistas, os melhores do futebol profissional do Brasil, são escolhidos para aparecer ao vivo.

Felizmente, os jogos do Todo-Poderoso TIMÃO na Copa Liberta-As-Dores foram mostrados ao vivo pela www.foxdeportes.com. E aí foi só alegria, porque ganhamos a competição sem perder um jogo sequer.

Depois, quando já estávamos de volta ao Brasil, o TIMÃO ganhou o Mundial de Clubes no Japão, fazendo 1 a 0 tanto contra o Al Ahly (campeão do Egito) como diante do Chelsea (campeão europeu).

Minha alegria estrapolou. Difícil explicar o que aconteceu comigo naquela manhã de domingo, 16 de dezembro de 2012. E nos dias seguintes também. Deus seja louvado.

Mudando de área, tive outras vitórias pessoais marcantes, antes, durante e depois da viagem aos EUA.

Ir para os EUA já representou uma vitória, embora não fosse a primeira vez. Estar lá, então, me proporcionou a alegria de viver novamente na residência da Família Amaral Gouvêa, onde Sueli e eu havíamos estado por 58 dias em 2011, e de conviver com pessoas e pessoinhas queridas, de frequentar o grupo de conversação em Inglês na Biblioteca Pública de Ashburn (Virgínia) por nada menos do que 20 aulas e de conviver com pessoas nativas e de outros 30 países.

De volta ao Brasil tomei uma decisão histórica: voltar aos bancos escolares em 2013. Por conta disso, estudei, prestei vestibular e me matriculei no curso superior de licenciatura em História no Complexo Educacional FMU. Vou frequentar as aulas do período da manhã, num dos prédios que ficam junto à estação São Joaquim do Metrô, ou seja, a três estações de minha residência. Serão seis semestres de muitos estudos, pesquisas, trabalhos em grupos e muita dedicação.

Tenho planos de voltar uma vez mais aos EUA, em 2013.

Tenho planos também de transformar meus estudos em História em pelo menos mais um livro.

Tenho planos, planos e mais planos para 2013, que espero seja um novo ano marcante, maiúsculo e revigorante. Um ano bem melhor e diferente de todos os 63 anos que vivi até aqui.

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que, caro e-leitor?

(*) Cláudio Amaral clamaral@uol.com.br é jornalista desde 1º de maio de 1968.

26/12/2012 19:23:00 (horário de Verão em Brasília)

Nenhum comentário: