quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Por quê? (129) O Sol veio e se foi, como a brisa do mar


Cláudio Amaral

De repente, não mais que de repente, o Sol apareceu no céu de Santos.

Apareceu e reinou.

Reinou soberano.

Foram três dias de calor.

Três dias claros.

Claros e alegres.

Tão alegres, mas tão alegres, que tive receio de saudar o Astro Rei.

Receio de espantá-lo, de perdê-lo de vista, de não mais vê-lo por aqui.

Pois não é que hoje, quarta-feira, 15º dia do mês de outubro de 2008, antes que eu percebesse, voltou a chover em Santos.

Só percebi que a chuva voltara quando olhei pelas janelas da Redação d’A Tribuna, na Rua João Pessoa, em pleno centro da capital da Baixada.

Logo hoje que eu pretendia caminhar pelas praias santistas.

Logo hoje que eu havia combinado uma calma e longa caminhada ao lado dos Amigos Wilson Marini e Mário Evangelista.

Iríamos colocar os pés na areia logo após o fechamento da capa do jornal mais importante e influente do Litoral Paulista.

Iríamos lá pelas 11 horas da noite, quando o Editor-Chefe d’A Tribuna e o Editor-Executivo do Expresso Popular costumam chegar ao Gonzaga Flat Service.

Andaríamos e falaríamos das coisas do dia.

Do dia de hoje e do dia de amanhã.

Certamente, falaríamos do próximo fim de semana, quando Mário e eu estaremos de folga.

Mas, não deu.

A chuva não deixou.

O máximo que consegui foi acompanhar Marini até a Ponta da Praia, onde ele vai morar com a mulher e os filhos.

Vimos a casa, a rua e o bairro que em breve receberá a família Marini.

Fomos pela João Pessoa, Senador Feijó, Afonso Pena.

Sempre debaixo de chuva.

Voltamos pelo cais, em meio a caminhões e contêineres.

Rodamos sobre asfalto e paralelepípedos.

Sempre debaixo de chuva.

Sempre torcendo para que chova tudo o que tem de chover durante esta noite, para que amanhã, quinta-feira, o Sol volte a reinar sobre Santos, a Baixada e as nossas cabeças.

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que, caro e-leitor?

(*) Cláudio Amaral clamaral@uol.com.br é jornalista desde 1º de maio de 1968, professor e orientador de jovens jornalistas, palestrante e consultor de empresas para assuntos de comunicação institucional até o dia (1º/10/2008) em que entrou na Redação d’A Tribuna de Santos como Editor-Executivo.

15/10/2008 23:52:51

Nenhum comentário: