quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Por quê? (116) Uma noite inesquecível


Cláudio Amaral

Se mais exemplares tivesse trazido, mais eu teria autografado na inesquecível noite desta terça-feira, 19 de agosto de 2008.

A noite de autógrafo aconteceu no auditório da Biblioteca Municipal de Adamantina, no centro da cidade.

Antes dos autógrafos, tive oportunidade de conversar com quase todos os 130 alunos do curso de Comunicação da FAI (Faculdades Adamantinenses Integradas).

O evento fez parte do 9º Ci.com, o Ciclo de Palestras de Comunicação Social organizado pela professora Ana Luísa Antunes Dias (na foto, ao meu lado), mestre e coordenadora do Departamento de Comunicação Social da FAI.

Minha participação foi antecedida pela palestra do publicitário Denis Fornari, gerente de Marketing da Colormaq, indústria de máquinas de lavar roupas sediada em Araçatuba. Ele falou a respeito da atuação do “Publicitário no Interior” e tenho certeza de que a trajetória deste profissional nascido em Andradina, formado em Ribeirão Preto e hoje residente em Birigui será referência para muitos alunos da FAI.

Tivemos, Denis e eu, a honra de sermos apresentados à platéia pelo diretor-geral da FAI, professor doutor Roldão Simione, um mariliense radicado em Adamantina há quase 60 anos.

Ambos, Denis e eu, procuramos mostrar aos alunos de Comunicação Social da FAI http://www.fai.com.br/ que é possível sair de uma cidade pequena, como Adamantina, Lucélia, Osvaldo Cruz, Flórida Paulista, Mariápolis, entre outras, para vencer, pessoal e profissionalmente, em centros urbanos maiores.

Mas é possível, igualmente, se formar em faculdades como as FAI, em Adamantina, e prestar bons serviços à sociedade por aqui mesmo. Basta levar os estudos a sério.

A propósito, fiquei feliz com a seriedade com a qual a maioria dos alunos da Comunicação Social da FAI encararam o 9º Ci.com, que segue até sexta-feira.

Fiquei feliz, também, e honrado, com as presenças à minha apresentação de adamantinenses como o radialista e jornalista José Mário Toffoli. Ele é o profissional mais antigo em atividade no rádio e no jornalismo da cidade. É co-proprietário das rádios Brasil e Jóia, ao lado do meu amigo Jonas Bonassa, o Sabiá. E tem um detalhe interessante: Zé Mário não envelhece e não engorda.

Feliz, também, me deixou a presença do amigo Claudemir Strabelli, que estava acompanhado do filho Bruno.

Por fim, um agradecimento especial a todos os professores da FAI que me prestigiaram. E o faço nas pessoas das professoras Lilian Pacchioni Pereira de Sousa e Marcia Regina Molina Martins da Fonseca.

Hoje, 20 de agosto de 2008, antes de arrumar as malas e colocar os pés na estrada, rumo a São Paulo, quero deixar claro, aqui, que foi muito bom lançar em Adamantina, na noite de 19 de agosto de 2008, a segunda edição, revista e ampliada, do livro digital “Meus escritos de memória”.

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que, caro e-leitor?

20/8/2008 07:49:32

Nenhum comentário: