quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Por quê? (26) Elo de ligação


Cláudio Amaral

- O meu sogro não escreveria assim.

Disse essa frase de imediato, sem pensar, ao ouvir a personagem Silvia, namorada de Marcone Ferraço, perguntar a ele, segunda-feira à noite, durante uma passagem da novela Duas Caras, produzida e exibida pela Rede Globo no horário mais nobre da televisão brasileira:

- Você quer que eu seja o elo de ligação entre você e o seu filho Renato?

“Não mesmo”, acrescentou minha mulher, sentada ao meu lado, no sofá da sala de casa.

“O que é?”, perguntou minha sogra.

E Sueli explicou à mãe dela:

- O Cláudio disse que o papai jamais escreveria ‘elo de ligação’, como escreveu o autor de Duas Caras.

José Arnaldo, o meu sogro, que infelizmente já não está mais entre nós, foi Jornalista, com J, por mais de 50 anos.

Nascido José Padilla Bravos, ele assinou a coluna De Antena e Binóculos, no extinto Correio de Marília, ao longo de 40 anos.

Conhecia e cultuava a nossa língua portuguesa como poucos.

Esbravejava, e como esbravejava, com quem escrevia errado.

Mas, ao mesmo tempo, tinha paciência suficiente para explicar o que estava errado e como era o certo.

Se aqui estivesse, José Arnaldo pularia no ato do sofá ou da cadeira, caso ouvisse a maldosa Silvia perguntar ao canalha do Ferraço:

- ...elo de ligação...?

A sorte dele é que José Arnaldo quase não via televisão.

Novela?

Nem pensar.

Ele tinha horror a novelas.

Incomodado com a frase criada pela mente do autor de Duas Caras, fui em seguida a um dos muitos livros do Professor Pasquale Cipro Neto e lá estava a confirmação do erro.

“Elo”, segundo Pasquale, “o professor de português mais famoso do Brasil”, segundo a revista Veja, significa “ligação, união”.

Isto posto, caro autor de Duas Caras, você não precisaria ter escrito “elo de ligação”.

Não precisaria e não deveria.

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que?

(*) Cláudio Amaral clamaral@uol.com.br é jornalista desde 1º de maio de 1968; professor e orientador de jovens jornalistas; palestrante e consultor de empresas para assuntos de comunicação institucional.

15/1/2008 12:56:38

Nenhum comentário: