domingo, 17 de fevereiro de 2008

Por quê? (46) Bloguei


Cláudio Amaral

O correto seria dizer: capitulei.

Mas, eu prefiro afirmar que... bloguei.

Sim, bloguei.

O que significa dizer que eu bloguei?

Significa reconhecer que me curvei às sugestões de Amigos e, com a ajuda de Flávio, o meu filho caçula, que acaba de completar 28 anos de idade, criei o meu blog.

O Blog do Cláudio Amaral está no ar desde a noite do dia 14/2/2008.

Foi bem mais fácil do que eu imaginava.

Se doeu?

Nada!

Foi só ir ao site http://blogspot.com/ e lá seguir os passos indicados.

Foi mais fácil do empurrar bêbado ladeira abaixo, embora eu nunca tenha feito isso.

Agora?

Agora, um a um, vou postando todos os meus textos.

Por quê?

Porque assim eles ficarão lá pra sempre.

Pelo menos é o que eu acredito e espero.

Um dia, minha mulher, meus filhos, Be(bê)atriz e outros(as) netos(as) que eu venha a ter, não terão o trabalho de correr atrás de papéis para reunir os meus escritos.

Todos (ou quase todos) estarão reunidos, ordenadamente, no meu blog.

Até chegar a isso, entretanto, meses se passaram.

E muitas sugestões eu tive que ouvir e ler.

Primeiro, foi o casal de Amigos Nilva Bianco e Marcello Vitorino, jornalistas como eu e (mais importante) pais da pequena e querida Sofia Bianco Vitorino.

Depois, falou o Amigo (e consultor imobiliário) Edmar Torres Jr., o Torres.

Há pouco tempo, entre um correio eletrônico, um telefonema e uma sugestão cara-a-cara, veio a mensagem do Amigo (e advogado e jornalista e radialista) Vinicius Araújo, paulistano residente em Franca (SP).

Enfim, na noite de 14/2/2008, sentei à frente do computador e fiz o meu blog.

Nele estão todas as minhas crônicas da série “Por quê?”, iniciada no dia 4/10/2007.

Depois que postei todas, uma a uma, comecei a recuperar as crônicas antigas, escritas em Franca, onde comecei a ensaiar minha carreira de cronista.

Entre uma crônica nova, fruto de minhas observações e meditações relativas à vidinha que eu levo, aqui em São Paulo, vou recuperando, editando e blogando as antigas, também.

Por quê?

Ah... e você ainda pergunta por que?

(*) Cláudio Amaral clamaral@uol.com.br é jornalista desde 1º de maio de 1968; professor e orientador de jovens jornalistas; palestrante e consultor de empresas para assuntos de comunicação institucional e criador do http://blogdoclaudioamaral.blogspot.com.

17/2/2008 11:02:04

Nenhum comentário: